André Giusti - foto: Luana Lleras
voltar para o início do blog

*

  ‘Inda pouco eram sete horas Agora são quase dez. A semana já está acabando E sábado-e-domingo também é tão rápido. O ano passou do meio E minha vida, da metade. Logo é outro natal Teu aniversário é mês que vem Qualquer dia, a nossa morte. Apenas a gradual angústia das horas É lenta, Lenta [...]

 

‘Inda pouco eram sete horas

Agora são quase dez.

A semana já está acabando

E sábado-e-domingo também é tão rápido.

O ano passou do meio

E minha vida, da metade.

Logo é outro natal

Teu aniversário é mês que vem

Qualquer dia, a nossa morte.

Apenas a gradual angústia das horas

É lenta,

Lenta feito um visgo-movediço-vagaroso

Nos subindo pelas pernas,

Passando da cinutra

Até nos roubar inteiramente o ar.

* Esse poema esta publicado no último número de caderno de poesias 7faces. Conheça o caderno acessando http://set7aces.blogspot.com/

Tags:

Gostou, compartilhe:

Comentários (2)

  1. Denise Giusti -

    Belo poema André! Sempre gostei de seus poemas, fico feliz de vê-lo escrever de novo!!

  2. Nirton Venancio -

    Sem nenhuma referência direta, ess poema me remeteu ao “Dia da criação”, do Vinicius. Tão belo quanto.

Deixe o seu comentário!