André Giusti - foto: Luana Lleras
voltar para o início do blog

A felicidade das rolhas de vinho

Quando ele ia jogar no lixo a rolha do vinho que tomara no almoço, a filha mais velha perguntou: – Pai, por que você não guarda as rolhas dos vinhos que você bebe? Que nem o tio Valério faz. Ele guarda todas num vidro redondo, enorme, que fica na sala decorando. É bem bonito. O [...]

Fonte www.clmais.com.br

Fonte www.clmais.com.br

Quando ele ia jogar no lixo a rolha do vinho que tomara no almoço, a filha mais velha perguntou:

- Pai, por que você não guarda as rolhas dos vinhos que você bebe? Que nem o tio Valério faz. Ele guarda todas num vidro redondo, enorme, que fica na sala decorando. É bem bonito.

O pai sorriu. A resposta era simples.

- Porque seu pai não pode comprar vinhos tão bons e caros como seu tio…

Ainda mais simples foi a resposta da filha, do alto da pureza de seus dez anos.

- Mas pai, o importante não é o preço. O que conta é que você estava feliz quando abriu o vinho, que foi um momento bacana…

Sorriu sem dizer nada, até porque nada restou pra dizer, mas quase abriu outra garrafa só para brindar à filha que havia posto no mundo.

Tags:

Gostou, compartilhe:

Comentários (0)

Deixe o seu comentário!