André Giusti - foto: Luana Lleras
voltar para o início do blog

Congresso conservador? Qual a novidade?

Está com razão quem diz que este Congresso é o mais conservador dos últimos tempos e que soma o maior número de mentes retrógradas das últimas legislaturas. Mas acho equivocado pensar e dizer que com isso um país que havia se tornado progressista de dez, 15 anos para cá, recuou no que avançou em visão [...]

Fonte: www.cartacapital.com.br

Fonte: www.cartacapital.com.br

Está com razão quem diz que este Congresso é o mais conservador dos últimos tempos e que soma o maior número de mentes retrógradas das últimas legislaturas.

Mas acho equivocado pensar e dizer que com isso um país que havia se tornado progressista de dez, 15 anos para cá, recuou no que avançou em visão de sociedade e, com passos para trás, volta ao encontro do anacronismo.

O Brasil sempre foi assim, assim como o Congresso atual, que é capitaneado por cabeças medievais e dirigido por pessoas que nada mais são que a repaginação dos bispos da inquisição.

O Brasil, de verdade, sempre foi o de conceitos postos por Gilberto Freire em Casa Grande e Senzala: branca pra casar, preta pra trabalhar e mulata pra foder.

Seu sentimento sempre foi o do “só podia ser crioulo” e do “esses paraíbas tinham é que voltar pra terra deles e sair do Rio de Janeiro”.

O que aconteceu é que nos anos 2 mil as cabeças progressistas tomaram o poder (no voto)e tivemos a impressão de que o brasileiro estava se tornando um povo pela igualdade de raças, pela valorização da mulher e tantas outras bandeiras de mesma cor.

O problema é que muitos que sentiram o gosto do poder nos últimos anos se deixaram levar pelo canto da sereia que o próprio jogo do poder carrega de forma intrínseca. E nesse rastro vieram a corrupção, a politicagem, a venda de ideais. O descrédito.

Aí, então, o verdadeiro Brasil, muy bem representado pela versão 2015 do Congresso Nacional, mostrou que nunca saiu de cena, que sempre esteve aí. E que agora voltou a dar as cartas.

Tags:

Gostou, compartilhe:

Comentários (0)

Deixe o seu comentário!