André Giusti - foto: Luana Lleras
voltar para o início do blog

Contra corações duros

Há uma briga recente entre moradores de uma quadra de Brasília e o Governo do Distrito Federal sobre a construção de uma creche pública no local. Escrevi algo no feici búqui sobre o assunto, mas vou optar por publicar aqui no blog as palavras da jornalista Renata Gonzaga, pois resumem meu ponto de vista sobre [...]

Há uma briga recente entre moradores de uma quadra de Brasília e o Governo do Distrito Federal sobre a construção de uma creche pública no local. Escrevi algo no feici búqui sobre o assunto, mas vou optar por publicar aqui no blog as palavras da jornalista Renata Gonzaga, pois resumem meu ponto de vista sobre a  pendenga até mais do que aquilo que eu próprio escrevi. Em seguida, um link com uma reportagem sobre algo que, muito mais que uma discussão sobre uso do espaço público, diz respeito àquilo que, talvez, seja a maior chaga da humanidade: o egoísmo.

“Não posso entender que pessoas de bem sejam contra a construção de uma creche pública. Um pensamento egoísta, mesquinho. Mães que moram longe e trabalham no Plano Piloto como empregadas domésticas, vendedoras de lojas, auxiliares de serviços gerais, atendentes, secretárias e uma infinidade de outras ocupações de baixa remuneração dificilmente tem condições de manter seus filhos em escolas pagas, onde há baby class ou maternal. Elas são obrigadas a deixar seus filhos pequenos em condições precárias em casas de vizinhas ou com parentes. Por que não podem ter direito a uma creche digna?

Quando escolhemos uma escola ou creche para nossos filhos, normalmente o fazemos priorizando a proximidade com o local de trabalho. Assim, quando houver uma necessidade, e a mãe ou o pai precisarem buscar a criança, chegam mais rápido na creche ou escola.
Impedir a construção de uma creche na entrequadra 204/205 simplesmente porque “os moradores da quadra não precisam”, francamente, é muito pouco amor no coração. É pensar pequeno demais. É negar generosidade ao próximo. Perdoem-me, mas não consigo entender. Não consigo aceitar.
EM tempo, na entrada da minha quadra tem uma escola publica de ensino fundamental. Quando estou em casa e ouço o burburinho dos pequenos no recreio meu coração se enche de alegria. Criança é vida. Quem concorda, curte, compartilha. Quem não concorda, precisa ler mais o evangelho.”

Moradores se mobilizam contra a construção de creche na 204/5 da Asa Sul
www.correiobraziliense.com.br
Construção de unidade na entrequadra divide moradores da região. Uma denúncia foi entregue ao Ministério Público na tentativa de barrar a obra e recebeu o apoio dos dois prefeitos. Segundo eles, faltou conversa entre o governo e a comunidade

Creche

Tags:

Gostou, compartilhe:

Comentários (3)

  1. Maciel -

    Pensar pequeno demais é não enxergar o que está por trás disso tudo! O GDF alega que essas creches serão destinadas as crianças que moram próximas daquelas quadras e se sobrarem vagas, aí sim destinadas as crianças da periferia.
    1º A destinação prevista era para construir um clube. Já foram construídas uma delegacia e um estacionamento p rua dos restaurantes, atropelaram a destinação prevista e nem consultaram os moradores; 2º Se vc perguntar uma mãe que vive nas cidades satélites e trabalha no plano, onde prefere a instalação de uma creche, advinha o que ela vai responder? 3º Por que não construíram na 202/203 sul ou na 206/207 sul, lá tem mais espaço para construir uma creche e não tem o volume de tráfego que existe nas proximidades da 204/205 sul, pois lá existem escola classe pública, delegacia da mulher e uma creche particular (REino Encantado) e estacionamento p rua dos restaurantes. 4º As pessoas que trabalham no GDF e que apoiam o Sr. Agnelo estão pensando no seu próprio umbigo, pois muitas já trabalham na área da educação e visam uma vaguinha p o seu filho ou p trabalhar na creche; 5º O GDF quer uma maior visibilidade, pois ali é um lugar super movimentado, e todos vão ler: ESSA PORRAQUI FOI FEITA PELO AGNELO! Porque não toca as obras com tanta celeridade nas cidades satélites, não melhoram os hospitais, não contratam mais médicos, etc…6º Querem jogarem os moradores contra a população, pois estão deturpando a nossa reivindicação, não somos contra a educação, contra creches, pelo contrário, mas atender as regiões mais carentes de educação. Chega de hipocrisia! Porque não construíram creches antes do Estádio. Logo no último ano do mandato?
    Façam muitas creches, mas façam em lugares carentes e façam bem feito!

  2. André Giusti Autor do post -

    Ok, Carlos Martins, então, que se construa uma escola PÚBLICA no local, de preferência para os filhos das empregadas, negras e nordetinas, no geral, que trabalham no Plano Piloto, tudo bem?

  3. Carlos Martins -

    O terreno é destinado à educação. Creche não tem nada a ver com educação. Creche é do Serviço Social. Logo, não deveria ter outra destinação a não ser educação. Com a palavra o IPHAN. Lei é para ser cumprida e não questionada.

Deixe o seu comentário!