André Giusti - foto: Luana Lleras
voltar para o início do blog

Educar com amor, até por interesse próprio

Outro dia escrevi na rede social que gosto muito quando vejo uma moça nova cuidando bem da mãe. Ou um rapaz fazendo o mesmo com o pai. Ou vice-versa. É que vi, na praça de alimentação do shopping, uma moça típica dos dias de hoje: tatuagem, piercing, corpo malhado e beleza viril. Que se desmanchava [...]

dialmformovies.wordpress.com

dialmformovies.wordpress.com

Outro dia escrevi na rede social que gosto muito quando vejo uma moça nova cuidando bem da mãe. Ou um rapaz fazendo o mesmo com o pai. Ou vice-versa.

É que vi, na praça de alimentação do shopping, uma moça típica dos dias de hoje: tatuagem, piercing, corpo malhado e beleza viril. Que se desmanchava em zelo com a mãe, uns trinta anos mais velha.

Com amor em forma de cuidado e atenção, leu o cardápio do restaurante para a senhora. Depois acomodou-a numa das mesas da praça da alimentação. Minutos depois, foi apressada pegar a comida quando a campainha chamou a senha.

Só esqueci de dizer que provavelmente aquela senhora estava colhendo os frutos de uma educação que entregou à filha amor, zelo, cuidado e atenção.

E agora estava recebendo de volta.

Educar os filhos com amor não é pensar apenas neles.

É pensar também em nós.

Tags:

Gostou, compartilhe:

Comentário (1)

  1. Sergio -

    Educar com amor é um investimento a longo prazo, onde os nossos filhos são os beneficiários e nós também ganhamos dividendos.
    .

Deixe o seu comentário!