André Giusti - foto: Luana Lleras
voltar para o início do blog

O perigo escondido do moralismo

Provavelmente o assunto do qual mais se falou esta semana foi a exposição que o Santander resolveu fechar lá em Porto Alegre. Como tudo que envolve esse Movimento Brasil Livre me dá extrema preguiça, só agora tomei pé da situação e resolvi dar um pitaco rápido (a gente, hoje em dia, acaba se sentindo na [...]

Provavelmente o assunto do qual mais se falou esta semana foi a exposição que o Santander resolveu fechar lá em Porto Alegre.

Como tudo que envolve esse Movimento Brasil Livre me dá extrema preguiça, só agora tomei pé da situação e resolvi dar um pitaco rápido (a gente, hoje em dia, acaba se sentindo na obrigação de ter e mostrar opinião sobre tudo. É tenso).

Vi pela internet as obras. Não vou opinar sobre o aspecto plástico, mas, rapidamente, sobre o cunho moral das obras.

Sem querer posar de progressista, não vi, realmente, nada demais.

noticias.gospelprime.com.br

noticias.gospelprime.com.br

Como cristão convicto, não me senti agredido pelas obras que se utilizaram da imagem de Jesus. E acho que intenção de quem fez não foi essa.

O que me preocupa é essa gente que se arvorou em dizer que algumas peças fazem apologia à pedofilia. Olhei, olhei e, como pai, nada me assustou, ao contrário da própria grita do MBL.

Sempre desconfio quando alguém se lança ungido de moralismo contra o que considera um desvio de conduta (para mim, pedofilia é mais que isso. É crime repugnante). Nesse caso, acho que ficou mais latente justamente o moralismo do que a preocupação com a pedofilia em si.

Quando, por exemplo, um sujeito espuma raiva contra o homossexualismo, sempre desconfio que esse cara está ficando louco por que justamente não consegue mais conter a vontade de… vocês sabem.

Penso que é algo que qualquer estudante do primeiro ano de psicologia pode explicar: a vontade retesada, reprimida de se experimentar o que se condena.

Então, por esse ângulo, minha cisma serve até de alerta: não deixe sua/seu filha/o sozinho sob responsabilidade de alguém que está indignado com a exposição que o Santander fechou.

O moralismo esconde tanto obscurantismo quanto a censura.

Tags:

Gostou, compartilhe:

Comentários (0)

Deixe o seu comentário!