André Giusti - foto: Luana Lleras
voltar para o início do blog

Preguiça e mesmice das mensagens de natal

Confesso total preguiça de mandar mensagens de natal. Só mesmo os mais íntimos me movem neste esforço. A mesma preguiça admito em ler votos generalistas de boas festas e feliz ano novo. Para quem não entendeu o “generalistas”, explico que se trata daquelas mensagens com texto padrão, pasteurizado, enviadas pelo uatizáp para todos os contatos [...]

refletiresentir.blogspot.com

refletiresentir.blogspot.com

Confesso total preguiça de mandar mensagens de natal. Só mesmo os mais íntimos me movem neste esforço.

A mesma preguiça admito em ler votos generalistas de boas festas e feliz ano novo.

Para quem não entendeu o “generalistas”, explico que se trata daquelas mensagens com texto padrão, pasteurizado, enviadas pelo uatizáp para todos os contatos quando faltam dez, quinze minutos para a meia-noite do dia 24.

Tanto faz se é nosso melhor amigo ou o encanador que foi uma única vez à nossa casa uns dois anos antes: todos recebem a mesma mensagem, e o carinho particular que reservamos a essa e àquela pessoa acaba não se manifestando, fica perdido num conjunto de palavras opacas e triviais, cujo objetivo me parece apenas o de cumprir uma formalidade social.

Acho que é tão ruim ou ainda pior do que se esquecer de desejar bom natal e feliz ano novo.

Pior até do que ter preguiça de mandar mensagens.

Tags:

Gostou, compartilhe:

Comentários (0)

Deixe o seu comentário!