André Giusti - foto: Luana Lleras
voltar para o início do blog

Sobre a roupa adequada para o protesto de hoje

Todo protesto é válido se houver insatisfação. Se para alguns a gritaria não se justifica, deve-se aceitar que outros têm o direito de pôr a boca no trombone. Mas na camisa da Seleção Brasileira não há escrito Brasil, esse nome cujo futuro melhor é propagado como o objetivo de se ir às ruas hoje. Na [...]

camisa-da-selecao-brasileira-usada-pelo-jogador-neymar-e-leiloada-no-site-bazar-sports-do-rio-de-janeiro-1409157333128_956x500

Todo protesto é válido se houver insatisfação.

Se para alguns a gritaria não se justifica, deve-se aceitar que outros têm o direito de pôr a boca no trombone.

Mas na camisa da Seleção Brasileira não há escrito Brasil, esse nome cujo futuro melhor é propagado como o objetivo de se ir às ruas hoje.

Na camisa da Seleção está escrito CBF, Confederação Brasileira de Futebol, uma das entidades comprovadamente mais deterioradas por roubalheira no país que se quer mudar e tornar honesto.

Atrás de muitas dessas camisetas que estão nas ruas agora está escrito o nome de Neymar, investigado por sonegação fiscal.

O chão está sujo, mas querer limpá-lo com panos manchados de graxa?

Talvez tudo isso seja uma ótima oportunidade para se refletir não apenas acerca da mudança, mas com que instrumentos e com qual finalidade realmente se quer mudar.

Ou pelo menos pensar melhor sobre que roupa vestir nas manifestações.

Tags:

Gostou, compartilhe:

Comentário (1)

  1. Anna Cristina -

    A impressão que tive hoje, ao ver a mobilização dos manifestantes aqui em Águas Claras, foi de “não nos conformamos com o 7 a 1 da Alemanha”.

Deixe o seu comentário!