André Giusti - foto: Luana Lleras
voltar para o início do blog

Sobre um velho assunto

Já me ocupei muito de falar sobre gente que com o shopping lotado não recolhe a bandeja com o prato em que comeu. Deixa em cima da mesa mesmo, pouco se importando com quem vem atrás equilibrando outra bandeja, com o prato cheio. Há muito não falo, mas o assunto continua aqui, entalado. E hoje [...]

G1 - Globo.com

G1 – Globo.com

Já me ocupei muito de falar sobre gente que com o shopping lotado não recolhe a bandeja com o prato em que comeu. Deixa em cima da mesa mesmo, pouco se importando com quem vem atrás equilibrando outra bandeja, com o prato cheio.

Há muito não falo, mas o assunto continua aqui, entalado.

E hoje me lembrei de alguns que, se justificando, dizem que não tiram a bandeja porque assim ajudam a manter o emprego dos funcionários da limpeza, que fazem por ofício o que todos nós podemos fazer por gentileza e senso de viver em comunidade.

É que hoje reparei em algo óbvio.

Quando recolhemos a bandeja da mesa da praça de alimentação, não a devolvemos diretamente ao restaurante. Colocamos em cima daquelas lixeiras grandes, que lembram grandes armários de cozinha, que geralmente ficam junto a pilastras.

E quem as leva dali de volta aos restaurantes? Os funcionários da limpeza.

Ou seja, empregos garantidos.

E hipocrisia e falta de educação e senso coletivo definitivamente desmascarados.

Tags:

Gostou, compartilhe:

Comentários (2)

  1. Ana Maria -

    Essas pequenas atitudes de gentileza e cooperação aprendemos em casa, coisa de “berço” como se diz na minha terra. São delicadas e não ameaçam o emprego de ninguém, na minha opinião. Muito pertinente sua crônica, André.

  2. Ana Maria -

    Essas pequenas atitudes de gentileza e cooperação aprendemos em casa, coisa de “berço” como se diz na minha terra. São delicadas e não ameaçam o emprego de ninguém, na minha opinião.

Deixe o seu comentário!