André Giusti - foto: Luana Lleras
voltar para o início do blog

Verde blocs: Os radicais da direita!

Por Ivana Bentes A Marcha da Família com Deus pela Liberdade mostrou sua cara em São Paulo e no Rio de Janeiro. Tocando o hino nacional e bradando palavras de ordem vestidos de verde- amarelo, o Brasil conheceu a fala e gestos furiosos dos conservadores. Eram pouquíssimos felizmente! Mas mostra uma reorganização da direita no [...]

Por Ivana Bentes

A Marcha da Família com Deus pela Liberdade mostrou sua cara em São Paulo e no Rio de Janeiro. Tocando o hino nacional e bradando palavras de ordem vestidos de verde- amarelo, o Brasil conheceu a fala e gestos furiosos dos conservadores. Eram pouquíssimos felizmente! Mas mostra uma reorganização da direita no pais.

“Eu sou Verde Bloc”. “Tortura não é crime”. “Estamos aqui para defender o Brasil do Golpe Comunista”. Vá pra Cuba que o pariu!”. “Essa moça negra veio servir o café”. Essas foram algumas das pérolas ditas pelos manifestantes durante a transmissão NINJA que fez cobertura da Marcha da Familia e da Marcha Antifascista.

No Rio quando as Marchas se encontraram na Central do Brasil, os patriotas defensores da “moral e bons costumes” ameaçaram quebrar o dedo de um, meteram a mão no celular do repórter Ninja, fizeram agressões verbais, deram soco na câmera e um repórter ainda teve uma alça de câmera quebrada pelos manifestantes da direita que estavam sempre amparados pela Policia.

Um rapaz da marcha antifascista agredido por um “Verde Bloc” foi perseguido pela Policia. O clima nos momentos mais tensos era mais parecido com uma guerra de torcidas irracionais e anacrônicas! Bem vindos ao Parque dos Dinossauros! Nada justifica a defesa de um regime de exceção!

Tags:

Gostou, compartilhe:

Comentários (0)

Deixe o seu comentário!