André Giusti - foto: Luana Lleras
voltar para o início do blog

A reverberação do preconceito

Talvez porque eu seja um sujeito que sempre ganhou a vida com a comunicação, o preconceito quando vem de um formador de opinião me deixa mais triste. E indignado. Câmeras e microfones, que são instrumentos de informação, devem discutir divergências, mas promovendo a paz e a igualdade entre as pessoas. Um estúdio de TV ou [...]

wack

Talvez porque eu seja um sujeito que sempre ganhou a vida com a comunicação, o preconceito quando vem de um formador de opinião me deixa mais triste. E indignado.

Câmeras e microfones, que são instrumentos de informação, devem discutir divergências, mas promovendo a paz e a igualdade entre as pessoas.

Um estúdio de TV ou rádio é palco apropriado para se ajudar na construção de um mundo novo, e não na alimentação do velho mundo do ódio e da discriminação.

Preconceito e discriminação são lamentáveis partindo de qualquer pessoa.

Mas se ela tem o poder profissional de reverberar isso, tornam-se ainda piores.

Tags:

Gostou, compartilhe:

Comentários (0)

Deixe o seu comentário!