André Giusti - foto: Luana Lleras
voltar para o início do blog

A pimenta nos olhos dos outros

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, estrilhou porque o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal impediu a ida da Presidente Dilma a um evento no prédio da entidade. Foram encontradas irregularidades em quesitos referentes à segurança do prédio em caso de incêndio. Curiosa a postura do presidente da OAB, entidade [...]

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, estrilhou porque o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal impediu a ida da Presidente Dilma a um evento no prédio da entidade. Foram encontradas irregularidades em quesitos referentes à segurança do prédio em caso de incêndio.

Curiosa a postura do presidente da OAB, entidade que se arvora para pedir o cumprimento das leis e que clama quando o Estado, por meio da autoridade pública, não o faz nem fiscaliza e pune quem também faz de conta que não sabe de suas obrigações para com a sociedade.

Outro espanto me causam as críticas despejadas, em sua maioria via redes sociais, contra o endurecimento da lei que proíbe dirigir depois de beber. Quando um bêbado ao volante trucida uma família inteira, a indignação varre essas mesmas redes sociais, pedindo um Estado eficiente na proteção à vida. Quando essa proteção vem, mesmo que na forma exagerada de pegar até o licor do bombom, dá-lhe chiadeira – claro que, na quase totalidade, de quem bebe e se acha capaz de chegar em casa dirigindo, sem morrer e sem matar-.

É de se concluir, então, que o brasileiro, o comum ou o que ocupa postos de comando em entidades vitais à vida nacional, adora estardalhaço para pedir leis sérias, firmes e cumpridas com rigor, desde que, óbvio, sejam aplicadas ao outro, nunca a ele próprio, porque senão deixam de ser leis e viram injustiça.

Tags:

Gostou, compartilhe:

Comentários (3)

  1. André Giusti Autor do post -

    Obrigado.

  2. Stela Guedes Caputo -

    Grande análise, grande texto!

  3. Denise Giusti -

    Concordo contigo. Diz a a verdade e a nossa relidade. Parabéns, ótimo texto.

Deixe o seu comentário!