André Giusti - foto: Luana Lleras
voltar para o início do blog

Homens que lavam louça = mulheres que falam menos

Criado sob os ditames machistas, o rapaz de 20 anos, filho único, é incapaz de executar tarefas banais na rotina de casa, como, por exemplo, levar o prato da mesa para a pia da cozinha. Lavá-lo é impensável e dar um jeito na louça toda pra quebrar o galho da mãe divorciada, com que ele [...]

deliciasedelicias.wordpress.com

deliciasedelicias.wordpress.com

Criado sob os ditames machistas, o rapaz de 20 anos, filho único, é incapaz de executar tarefas banais na rotina de casa, como, por exemplo, levar o prato da mesa para a pia da cozinha.

Lavá-lo é impensável e dar um jeito na louça toda pra quebrar o galho da mãe divorciada, com que ele vive, é fora de cogitação.

A mãe, em que pese talvez uma certa falha dela mesma por não ter incutido na criança, anos antes, o senso de colaboração, agora, acertadamente, pede e repete que ele coopere.

Em seguida ao pedido, sempre vem a profecia, e ela prega que desse jeito o rapaz não terá casamento que se sustente, pois as mulheres, já de algum tempo, não admitem arcar sozinhas com as tarefas domésticas. No que, aliás, estão cobertas de razão.

Não sei se é um caso isolado, mas me parece um exemplo de cegueira retrógrada dos homens da chamada geração Y: nascem sabendo manejar toda a tecnologia disponível no mundo, mas não abandonaram a cabeça de seus avós, que viveram nos anos 1940.

Acho que cabe às novas mamães postura firme desde quando a criaturinha começa a se entender como gente: lave seu prato, faça sua cama, recolha sua roupa. Aos papais, se também mantêm a cabeça nos idos de antigas gerações, que acordem para o real: se empregada doméstica é classe fadada à extinção, a esposa lava passa cozinha encera é cada vez mais rara de se encontrar. Pro bem dos homens e do mundo, diga-se de passagem.

Tenho vontade de sentar com o garoto e explicar tudo isso a ele, dizer que ele precisa mesmo colaborar com a mãe, mas ir além na explicação, mostrando que haverá nisso uma vantagem que ele poderá tirar para proveito próprio, inclusive quando for casado: é que quando mulheres pedem que façamos uma coisa, o melhor é fazer logo, pois quanto antes fizermos, menos elas falarão em nossos ouvidos.

Tags:

Gostou, compartilhe:

Comentários (3)

  1. André Giusti Autor do post -

    Imagino tua luta. Deve ser sem trégua. rs. Força aí. Obrigado pela participação.

  2. Diante Garcez -

    André, por acaso, você colocou alguma câmera escondida aqui em casa antes de escrever este texto ? Melhor. Você escolheu a minha realidade, bendita mulher entre 4 frutos, para buscar inspiração ? Rsrs
    Se me permite, acrescento o seguinte. Quanto mais demoram a fazer, mais eu falo e mais eu rezo. Rsrs
    Parabéns, pelo texto

  3. Denise Giusti -

    Ótimo texto, cheio de bom senso, é uma regra fundamental para ensinar as crianças, tanto meninos, como também meninas. Assim, não sobrecarregando os adultos e ensinando a conviver melhor em família, No futuro, certamente serão agradecidos aos pais.

Deixe o seu comentário!